Big Riders e as situações mais pesadas da vida

Surfe é uma metáfora perfeita para a vida. Por exemplo: assim como entubar, amar é a melhor sensação que você pode experimentar na Terra. Fato. Apesar disso, o tubo é invariavelmente bastante difícil de ser encontrado e com frequência te cobra um preço alto pelo que oferece, mesmo que muitas vezes você não faça nada de errado. A onda pode simplesmente fechar e em um segundo você está dentro dela, tendo a melhor sensação de felicidade possível, e no outro está sendo esmagado contra o recife. Alguma semelhança com o amor? “Insane, I know but that’s just the way it goes..”

Sendo o surfe uma boa comparação para as situações da vida, o surfe em ondas grandes é a representação perfeita para as ocasiões mais pesadas. Entenda que uma “onda grande” sempre depende da perspectiva de quem a surfa. O que é pequeno para você pode ser enorme para mim e isso não é realmente importante. O que importa de fato é COMO VOCÊ LIDA COM AS ONDAS QUE SÃO PESADAS PARA VOCÊ. Como você enfrenta as situações que te assustam de verdade, no surfe e na vida.

Ser um big rider, mesmo que você surfe somente ondas de meio metro, contanto que para surfá-las você tenha que enfrentar os seus medos (medo de água, talvez?), trata-se de saber administrar situações assustadoramente extremas – que fariam a maior parte dos seres humanos entrar em desespero – e depois transformá-las em aprendizado.

Respeito, calma e coragem. Estas são as qualidades das pessoas que mais me fascinam. Aquele tipo que “atravessa o deserto” com você se for preciso. Muitos deles sequer surfam, mas adotam essa postura tão intensa e alegre frente às situações mais pesadas que esse mundo pode oferecer. São os BIG RIDERS da vida!

“Coragem, coragem, se o que você quer é aquilo que pensa e faz, coragem, coragem, eu sei que você pode mais..”, Raul Seixas.

Anúncios

Tags: , , , , ,

Uma resposta to “Big Riders e as situações mais pesadas da vida”

  1. Juliana Prando Says:

    No final das contas, somos todos big riders. E sem mania de grandeza.

    Só questiono uma coisa: o amor pode até assustar, machucar. Mas não esmaga.

    Mesmo assim, adorei a analogia. =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: